telhado energia solar

Qual a área de telhado que eu preciso para ter um sistema funcionando?

A área de telhado deve ser muito bem analisada antes da instalação do sistema fotovoltaico. Desse modo, saiba que é essencial planejar muito bem para ter ótimos resultados.

Assim, você precisa entender qual a estrutura correta para inserir o conjunto que capta energia solar. Então é sobre isso que vamos falar no artigo, continue a leitura e saiba mais sobre o assunto.

Melhor telhado para energia solar

A boa notícia deste sistema de geração de energia solar é que ele é muito prático. Dessa forma, você pode instalá-lo nos mais diversos tipos de telhados. Uma vez que são várias as estruturas disponíveis e uma delas pode servir adequadamente.

Com isso, saiba que a área de telhado escolhida pode contar com os seguintes tipos:

  • Fibrocimento;
  • Cerâmico;
  • Barro;
  • Metálico.

Decerto, compreenda que a grande vantagem é que a adaptação pode ser feita sem dificuldades. Basta apenas realizar o projeto e as medições necessárias. Em seguida, separar os componentes e pronto.

Vale destacar que a avaliação é um dos pontos mais importantes. Visto que você precisa verificar isso antes de fazer a instalação. Nesse sentido, entenda que alguns fatores são fundamentais:

  • Condições da telha (suja ou limpa);
  • Estrutura do próprio telhado;
  • Inclinação apresentada;
  • Orientação, ou seja, comparação ao Norte;
  • Entre outros.

Inegavelmente a área de telhado separada para o sistema fotovoltaico deve ser própria para isso. Já que o produto será instalado no local e se torna importante uma boa análise prévia.

O que precisa para gerar energia solar?

A fim de gerar energia solar você terá de obter um sistema fotovoltaico. Ao passo que o conjunto conta com diversos componentes. Que no caso são os painéis solares, o inversor, o quadro (luz) e o string box.

Além dos outros tipos de itens que são utilizados para completar o pacote de instalação. Por certo, você fará a conversão transformando a energia solar em elétrica.

Nisso, temos a área de telhado que será separada para que o processo seja realizado. Desse modo, saiba que a Aneel é quem faz a regularização de todo a geração distribuída.

Decerto, durante o projeto será preciso alguns instaladores que tenham qualificação. Bem como os equipamentos corretos que sirvam para o projeto completo.

Não se esqueça de verificar o seu orçamento e as condições que serão necessárias. Além da qualidade e da segurança que a empresa que for contratada deve apresentar.

Quando a equipe fizer a visita técnica na casa serão conferidos diversos pontos. Incluindo a localização, a tensão (rede) e as condições que o telhado possui.

Como deve ser o telhado para energia solar?

Você precisa separar a área de telhado que seja adequada para o serviço de instalação. E conforme já explicamos anteriormente, quaisquer tipos servem, o que facilita bastante.

De fato, sempre haverá um equipamento específico para o seu telhado. Independente do material na qual o mesmo é estruturado. De tal forma que o sistema fotovoltaico não é muito exigente quanto a esse quesito.

Dessa maneira, entenda que não existe um modelo que seja ideal para a tecnologia. Afinal, você pode realizar a instalação no que estiver disponível em sua casa ou empresa.

Com isso, a área de telhado só precisa ser avaliada em alguns pontos. Que no caso incluem o fato de estar limpa ou suja. O ideal é que seja feita uma boa higienização para que tudo fique conforme o esperado.

Sem dúvida, você precisa ter um telhado com boa inclinação e orientada para o norte. Então, o mais importante é que o ambiente seja propício para a implementação do sistema.

Já a fixação na qual o mesmo será colocado pode variar de acordo com o tipo de telhado. O que pode encarecer ou baratear o processo. Nisso, as melhores opções de materiais são:

  • Telhas metálicas: seguras e mais fáceis de fixar (trapezoides, termoacústicas e shingle);
  • Barro: é a segunda opção para o sistema e precisa de um certo manuseio;
  • Fibrocimento: podem quebrar e por isso requerem um pouco mais de atenção;
  • Planas: as telhas ou lajes feitas de concreto são excelentes opções e fixam com eficiência.

Como funciona a energia solar residencial

Logo após você ter entendido um pouco sobre o tipo de telhado vamos analisar o funcionamento. Dessa forma, saiba que é necessário que seja feito um passo a passo:

  • A área de telhado receberá os painéis solares que pretendem captar a energia;
  • Que devem estar instalados corretamente para que recebam a luz do sol;
  • Nesse caso, saiba que ao entrar em contato com o módulo, haverá a geração da energia elétrica;
  • Em seguida, isso é enviado até um inversor solar;
  • Ele serve para alternar essa corrente contínua em alternada;
  • Equalizando corretamente a frequência da residência (60 Hertz);
  • Com isso, temos a energia que corresponde a da própria rede elétrica;
  • Ao sair do inversor, a luz é conectada em sua rede de energia;
  • Sendo ligada geralmente no quadro (luz);
  • Decerto, os aparelhos vão receber essa energia através da tomada;
  • Contudo, em caso de não ter sol suficiente, a distribuidora (energia) é que fará o serviço;
  • Caso gere mais do que gaste, você obterá créditos para uso posterior em até 60 meses.

Então, a área de telhado é o princípio de tudo e antecede a instalação do sistema fotovoltaico. De tal forma que as vantagens são muitas e haverá uma grande economia na sua conta de luz.

Vale ressaltar que os componentes que fazem parte do pacote são os seguintes:

  • Painéis Solares;
  • Inversor;
  • Conexão;
  • String Box;

E será necessário também contar com uma empresa com equipe especializada para realizar a instalação. Enquanto que não há um local específico do telhado. Por isso, é fundamental um bom planejamento.

Quanto custa para colocar energia solar em uma residência

Agora você já percebeu que temos a área de telhado que é separada para o processo. Contudo, é imprescindível saber quanto que custa fazer esse tipo de instalação.

Nesse sentido, você deve saber que tudo depende do lugar e das condições apresentadas. Além disso, compreenda que o tamanho e as exigências de energia podem encarecer mais o projeto.

Assim, é importante realizar um estudo que sirva para estimar quais serão os gastos. De tal forma que somente desse modo será possível fazer um orçamento.

A média de preços contida no serviço em uma residência será de (gerador):

  • 1,32 kWp: R$ 3.500,00;
  • 1,98 kWp: R$ 4.500,00;
  • 2,68 kWp: R$ 5.100,00;
  • 3,30 kWp: R$ 6.900,00;
  • 3,96 kWp: R$ 7.100,00;
  • 4,62 kWp: R$ 7.500,00;
  • 5,28 kWp: R$ 8.800,00;
  • 7,30 kWp: R$ 10.200,00;
  • 9,24 kWp: R$ 12,500,00;
  • 10,56 kWp: R$ 15.000,00.

Com isso, saiba que a área de telhado é a parte inicial do projeto fotovoltaico. Por sua vez, o kit de energia solar conta com alguns itens específicos. De tal forma que o primeiro ponto é verificar quanto de energia será necessário obter.

Vale dizer que são vários os tipos diferentes e temos voltagens de 110 V e de 220 V. Assim, saiba que o valor mínimo geralmente fica em R$ 15.818,78. Onde o consumo médio fica em torno de uns 186,3 kWh.

Confira na listagem abaixo os preços dos sistemas completos mais comuns:

  • 2,23 kWp: R$ 11.249,00;
  • 4,9 kWp: R$ 20.009,00;
  • 6,23 kWp: R$ 23.819,00;
  • 8,9 kWp: R$ 33.179,00;
  • 12,02 kWp: R$ 42.689,00.

Por certo, é necessário avaliar isso através de um orçamento. Visto que os valores variam de acordo com as necessidades do lugar. Mesmo assim, é possível tirar uma base através desses preços cobrados.

Se interessou? Quer fazer um orçamento? Solicite seu orçamento aqui.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.