componentes sistema de energia solar

Entenda os componentes de um sistema fotovoltaico

Na atualidade, é cada vez maior o número de pessoas que tem apostado em um sistema fotovoltaico para melhorar o fornecimento de energia.

Nas residências, principalmente, essa tem sido uma forma de economizar dinheiro e contribuir para o meio ambiente. Ou seja, trata-se de um processo de mão dupla muito eficiente.

Então, continue lendo para saber um pouco mais sobre o sistema.

Melhores equipamentos para energia solar

Encontrar os melhores equipamentos para a instalação de um sistema fotovoltaico não é tão fácil. Mas com algumas dicas é possível entender exatamente quais são os pontos mais importantes.
Assim, primeiramente, fuja daqueles orçamentos muito baratos, que parecem fora da realidade. Também não confie muito em orçamentos que não especificam o tipo de produto utilizado.
Ainda, nesse sentido, é preciso destacar que algumas marcas possuem reconhecida qualidade no Brasil. Assim, sobre as placas solares, as mais vendidas são:

  • Bel Energy
  • Dah
  • Trina Solar
  • Shinefar
  • Resun
  • Risen
  • BYD
  • OSDA
  • SCHUTTEN
  • SUNOVA
  • JINKO

Essa é apenas uma demonstração, mas existem outras marcas que também oferecem boa qualidade. O importante, então, é verificar com o fornecedor qual o tipo de equipamento utilizado e pesquisar.

Como funciona energia solar

Querer instalar sistema fotovoltaico em casa é uma coisa, entender como ela funciona é outra completamente diferente. Então, é preciso conhecer um pouco mais para saber no que está investindo.
Basicamente, a energia solar consiste na instalação de placas solares que captam a luz solar. A partir disso, o calor dos raios solares será transformado em energia elétrica por meio de um processo.
Assim, os fótons, partículas de luz solar, colidem com os átomos de silício existentes nos painéis. A partir disso há um deslocamento de elétrons, isso cria uma corrente contínua de eletricidade.
Além do sistema fotovoltaico existem também os sistemas de energia térmica e heliotérmica. Todos eles contam com formas diferentes de atuar e conseguir a geração de energia adequada.

Como funciona energia solar residencial

A energia solar residencial é diferente da energia solar presente em indústrias e empresas. Isso porque uma residência costuma ter uma menor demanda, de modo que o armazenamento é menos necessário.
Então, basicamente, um sistema fotovoltaico de energia solar em casa funciona com base na instalação de painéis solares no telhado. Então, há geração de energia quando há luz solar.
Essa corrente elétrica é levada até o inversor solar, pois a corrente contínua deve ser transformada em alternada. Depois disso a energia está pronta para ser utilizada normalmente nos eletrodomésticos.
Em grande parte das vezes, as placas geram mais energia do que é utilizado. Assim, essa energia extra é encaminhada para a rede de distribuição e usuário ganha créditos de energia para utilizar depois.
Tudo isso pode gerar uma economia de até 95% na conta de energia mensal. Além disso, a presença do sistema valoriza o imóvel, é uma ação sustentável e tem instalação muito rápida e fácil.

Componentes sistema solar

Um dos pontos interessantes para quem quer instalar sistema fotovoltaico em casa é conhecer os componentes. Isso porque, muitas vezes, é comum que se foque apenas nos paneis solares.
Assim, dentre os componentes do sistema de energia fotovoltaico merecem a sua atenção:

Painéis solares

Os painéis ou placas solares são parte essencial do sistema de energia fotovoltaica. Isso porque são eles, instalados sobre as casas, os responsáveis por captar os raios solares e converter em energia.
Na hora da aquisição é importante verificar se o equipamento possui grau de eficiência superior a 15%. No mesmo sentido, o baixo coeficiente de temperatura é busca para os dias mais quentes.

Inversor solar

A corrente elétrica produzida no painel solar é contínua, mas a que se utiliza na rede comum é alternada. Assim, o inversor solar deve transformar a corrente para que possa ser utilizada.
Então, entre os pontos que é preciso analisar na hora da aquisição estão uma eficiência acima de 96%. Da mesma maneira, contar com 2mppt e com assistência técnica nacional são pontos positivos.

Estruturas de fixação

Você terá sobre a sua residência toda uma estrutura, então é preciso saber um pouco mais sobre ela. Assim, avaliar o material de fabricação é importante, pois o alumínio, por exemplo, é bem mais leve.
Além disso, analise a garantia oferecida e outros elementos que podem ser de seu interesse. A sua casa será impactada com a instalação, então nada melhor que escolher apenas o que há de melhor.

Conectores e cabos

Nunca é demais lembrar que o sistema fotovoltaico trata de energia elétrica e, por isso, é preciso ter cuidado. Assim, a qualidade de cabos e conectores é muito importante para manter a segurança.
Desse modo, avaliar se os equipamentos contam com certificação TUV é muito importante. Da mesma maneira, analise se os cabos utilizados são específicos para lidar com corrente contínua.

Tipos de sistema fotovoltaico

Os sistemas de energia fotovoltaicos podem ser diferentes, dependendo do uso que se dá a eles. A verdade é que cada um tem um tipo de funcionalidade, então é preciso entender bem o funcionamento.
Assim, basicamente, são três os tipos de sistemas fotovoltaicos existentes no mercado atualmente:

  • Sistema on grid (conectado à rede);
  • Sistema off grid (isolado);
  • Sistema híbrido.

Apesar da diferença de nomenclatura, o funcionamento dos sistemas é muito parecido. Todos eles utilizam painéis solares e contam com um inversor para transformar a corrente continua em alternada.

Sistema on grid

Esse tipo de sistema é conectado à rede de distribuição comum e pode funcionar da seguinte maneira: utiliza a rede durante a noite e a energia gerada pelos painéis durante o dia, acumulando créditos.
Esse tipo de sistema é ideal para áreas urbanas e residências, tendo sua instalação facilitada, sem uso de baterias. No mesmo sentido, sua manutenção é facilitada e pode ser considerada até mesmo rara.

Sistema off grid

Esse tipo de sistema não é conectado à rede e, por isso, armazena a energia excedente em baterias. Por isso mesmo é indicada para áreas rurais ou locais onde não haja fornecimento de rede padrão.
A diferença desse tipo de sistema é a necessidade de outros itens, como um controlador de cargas e um banco de baterias. A vantagem e a desvantagem é a independência da rede de distribuição.
O lado positivo é a não necessidade de pagar contas de luz. Por outro lado, no caso de passar-se dias sem luz solar, não há como recorrer a energia elétrica da rede de distribuição.

Sistema híbrido

A utilização de um sistema fotovoltaico híbrido é interessante porque mistura o melhor de duas opções. Assim, o sistema é conectado à rede de distribuição, mas também conta com baterias.
Por ser híbrido, o custo tende a ser um pouco maior que o do modelo on grid comum. A grande vantagem está no fato de utilizar o fornecimento de energia durante a noite, vindo das baterias.
A desvantagem nesse caso está na instalação, que precisa de um espaço maior. No mesmo sentido, a durabilidade das baterias tende a ser um pouco inferior ao restante de todo o material adquirido.
Diante de tudo isso, escolher o melhor sistema fotovoltaico para a residência fica muito mais fácil. Agora que se conhece o funcionamento e como o sistema é útil, basta escolher a melhor opção.

Se interessou? Quer fazer um orçamento? Solicite seu orçamento aqui 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.