Energia solar em países de primeiro mundo

Energia solar pelo mundo: como está a corrida da energia solar em países de primeiro mundo

A busca por fontes energéticas limpas e baratas cresce a cada dia. Desse modo, a corrida da energia solar pelo mundo só aumenta.

Nesse sentido, é cada vez mais comum que empresas e residências tenham placas fotovoltaicas. Isso para conseguir uma fonte energética mais barata e acessível.

Por isso, mesmo que em um primeiro momento pareça relativamente caro investir em placas de energia solar, a economia a médio e longo prazo compensa. Afinal, tal investimento é supervantajoso, seja para empresas e para casas.

Se esse assunto te interessa, não perca o nosso post de hoje completo sobre a energia solar no Brasil e também em países de primeiro mundo. Acompanhe as nossas análises e compreenda por que a energia solar cresce a cada dia. Tenha uma ótima leitura!

 

Entenda mais sobre a energia solar pelo mundo agora

Antes de mais nada, é bom pontuar que ao contrário do que muita gente imagina, a energia solar fotovoltaica não surgiu agora. Mas sim ainda no século XIX, mais precisamente em 1839.

Assim sendo, quem descobriu o efeito da energia solar e o conceito que conhecemos hoje como “fotovoltaico” foi o físico francês Alexandre Edmond Becquerel.

Já as placas e células fotovoltaicas tiveram a sua descoberta e aprimoramento em 1883, pelo inventor e cientista Charles Fritts.

Nos dias atuais, é cada vez mais comum a instalação de painéis solares em indústrias, empresas, sede de governos e, principalmente, em casas. Afinal, é possível com essa simples medida melhorar a sustentabilidade ambiental. Bem como, reduzir bastante os gastos com as contas de energia elétrica.

Todavia, mesmo o Brasil sendo um país com grande incidência solar, ainda se trata de uma nação muito tímida quando o assunto é a instalação e a distribuição de energia solar.

Isso porque este tipo de tecnologia ainda é relativamente cara no país. Desse modo, existem outras nações que investem mais pesado nisso. Continue a leitura e compreenda melhor do que estamos falando.

 

Quanto custa energia solar nos Estados Unidos?

Sob o mesmo ponto de vista, para se ter uma ideia, os Estados Unidos são o 5º maior fabricante em todo planeta de painéis solares. Dessa forma, os EUA oferecem melhores condições de mercado e até mesmo melhorias tecnológicas nesses itens.

Logo, seus aparelhos, muitas vezes, saem na frente em comparação aos produtos vendidos aqui no Brasil.

 

Energia solar Estados Unidos

Contudo, vale ressaltar que quando o assunto é a conta energética a diferença entre EUA e Brasil não é tão grande. Afinal, segundo uma pesquisa Laboratório Nacional de Energia Renovável (NREL) realizada em 2017, sistemas solares comerciais nos Estados Unidos pagavam por watt 2,13 dólares.

Enquanto as residências pagavam 3,22 dólares assim. Assim, não fica tão diferente do custo por watt de corrente contínua que também é cobrado aqui no Brasil.

 

Qual o país que mais usa a energia solar?

Ao passo que você já sabe como está atualmente a corrida de energia solar pelo mundo, vale pontuar que o país que hoje mais utiliza essa tecnologia e que tem maior capacidade desse sistema energético é a China.

Logo, este país tem a capacidade de fotovoltaica já instalada no seu território de cerca de 254 Gigawatts.

Em segundo lugar temos os Estados Unidos. Que já consegue ter 73,8 GW de capacidade fotovoltaica dentro do seu território. E, conforme lemos acima, é o quinto maior produtor de painéis fotovoltaicos de todo o planeta. (Fica atrás apenas de China, Singapura, Taiwan e Malásia).

Por último, mas não menos importante, vale ressaltar que o terceiro lugar deste ranking é ocupado pelo Japão. Que tem uma capacidade fotovoltaica de 6 8,7 Gigawatts.

Infelizmente, o Brasil ainda caminha a passos relativamente lentos quando o assunto é a geração e distribuição de energia solar.

Isso porque esse tipo de tecnologia ainda possui pouco incentivo nacional dos governos. Entretanto, isso está mudando. Logo, alguns especialistas afirmam que é cada vez mais comum que casas, consumidores e empresas queiram investir em capacidade energética solar.

 

Maiores produtores de energia solar no mundo

Não é só a China, os Estados Unidos e o Japão que investem pesado em energia fotovoltaica. Nesse sentido, os sete outros países que fazem parte do ranking das 10 nações que mais investem em capacidade de energia solar são:

  • Alemanha;
  • Índia;
  • Itália;
  • Austrália; 
  • Vietnã;
  • Coreia do Sul;
  • Reino Unido.

Desse modo, além de economizar bastante nas contas de luz elétrica ao contar com sistemas energéticos fotovoltaicos, esses países investem em geração de energia limpa. E também reduzem a sua dependência de fontes energéticas não renováveis.

Sob o mesmo ponto de vista, alguns estudos apontam que esses mesmos países além de investir na matriz energética solar em empresas e residências, também estão investindo pesado em baterias de armazenamento deste tipo de energia.

Bem como, em postos de abastecimento de energia solar. E, claro, em carros elétricos. Tudo para garantir um crescimento da geração de energia limpa e de economia de modo geral.

 

Como é o uso da energia solar no mundo?

Conforme pode ser visto nos tópicos anteriores, a energia solar no mundo cresce cada vez mais. Principalmente em países desenvolvidos e de primeiro mundo, como nos Estados Unidos, na China, no Japão e também na Alemanha.

Para se ter uma ideia, algumas pesquisas e estudos apontam que até 2030 deve haver um crescimento dessa matriz energética em mais de 100% em diversos países (inclusive no Brasil).

Nesse sentido, há cerca de 5 anos cresce todos os anos a procura de empresas e também de pessoas físicas que querem a instalação de painéis fotovoltaicos.

Ou seja, além de buscar uma fonte de energia limpa as pessoas estão cada vez mais preocupadas com a economia doméstica. Uma vez que as altas contas de luz e também as bandeiras tarifárias fazem com que as contas domésticas muitas vezes fiquem no vermelho.

Logo, pode-se entender que até mesmo devido ao fato de vários países estarem passando por altos índices inflacionários (principalmente após a pandemia do novo coronavírus) este tipo de economia é cada vez mais bem-vinda e necessária, principalmente para classes baixa e média.

 

Veja agora as principais vantagens desta fonte de energia

Antes de encerrar o post de hoje, é possível ver abaixo os principais benefícios que o uso da energia solar garante aos lares e empresas. Acompanhe:

  • Economia na sua conta de luz em até 95%;
  • Trata-se de uma energia renovável e totalmente limpa;
  • Bem como, asas e empresas que possuem sistema fotovoltaico já instalado contam com um grande valor valorização imobiliária. Seja para revenda, como também para locação;
  • Além disso, para manter um bom sistema solar fotovoltaico os custos de manutenção são relativamente baixos. Ademais, esses painéis de qualidade duram, segundo algumas pesquisas, até 25 anos.

Conclusão

Em resumo, a energia solar cresce a cada dia mesmo em um país como o Brasil, que ainda está decolando nesse tipo de desenvolvimento. 

Assim sendo, vale pontuar que muitas tecnologias ainda vão ser intensificadas e terão melhorias ao longo dos anos. Basicamente, quem adquire tal sistema investe no futuro e na sua residência ou empresa.

Hoje foi possível aprender um pouco mais sobre como funciona a energia solar pelo mundo e em que pé está a tecnologia desse tipo de matriz energética. Se você gosta de ler esse tipo de conteúdo, não perca mais matérias como essa aqui no nosso site.

Se interessou? Quer fazer um orçamento? Solicite seu orçamento aqui 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.